Skip navigation

Monthly Archives: Junho 2009

2002

Tudo é negro menos os nossos olhos

 

Mão Morta, Vertigem

 

Foto: tirada no saudoso ano de 2002.

Pois bem, e já que me permite aconselhá-lo, peço-lhe que desista de tudo isso. Está a olhar para fora de si, e é sobretudo isso que não deve fazer agora. Ninguém o pode aconselhar, ninguém o pode ajudar, ninguém. Há uma única via. Entre denro de si. Investigue a razão que o leva a escrever, veja se ela lançou raízes no lugar mais recôndito do seu coração, pergunte se morreria caso fosse impedido de escrever. Acima de tudo, na hora mais silenciosa da noite, pergunte a si próprio: tenho de escrever? Escave dentro de si até encontrar uma resposta profunda.

 

Rainer Maria Rilke, Cartas a um Jovem Poeta, tradução de Isabel Castro Silva.

escrever sem aparente finalidade não me faz sentido neste momento. não há urgência nisso. enquanto a voz descansa, vou partilhando o que acho merecer ser partilhado.

modern art

Mostrado pelo Paulo.

James-Dean

Dying
Is an art, like everything else,
I do it exceptionally well.

 

Sylvia Plath, Lady Lazarus

 

Foto: James Dean